Fruet quer o fim da cobrança pelo Certificado de Registro de Veículo

cnh

O deputado federal Gustavo Fruet (PDT-PR) está encaminhando ao Conselho Nacional de Trânsito (Contran) indicação para que seja repassada aos consumidores de todo país a economia com o fim da impressão do Certificado de Registro de Veículo (CRV) e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

Por determinação do Contran, os Departamentos de Trânsito (Detrans) de todo Brasil deixaram de fornecer os documentos impressos a partir de janeiro deste ano, sendo substituídos pela versão digital e unificados no CRLV-e.

Apesar da economia gerada com papel-moeda, impressão e correios, as taxas de R$ 129,33 (valor cobrado no Paraná pela emissão da 2ª via do CRV) e 86,50 (CRLV no Paraná) foram mantidas para os consumidores.

“Não é justo que o valor continue sendo cobrado, ao menos não integralmente, dos proprietários de veículos. Principalmente neste momento em que as pessoas estão sofrendo com desemprego e perda de receitas. É evidente que o fim da versão impressa eliminou boa parte dos custos para os Detrans”, afirma Fruet.

Na indicação, o deputado também solicita ao Contran informações sobre a arrecadação dos Detrans com as taxas referentes a emissão de CRV e CRLV.

A informação, por exemplo, não está disponível no Portal da Transparência do Detran do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *